• Rodrigo Pinheiro

Amostra Brasileira de Acessibilidade no Cinema acontece hoje em Brasília e terá sessão com ProAccess


A Motion Picture Association, empresa que representa os seis maiores estúdios de cinema do mundo (Disney, Sony Pictures, Netflix, Universal, Warner Bros, Paramont) será responsável por uma exibição exclusiva na capital federal, na qual será utilizado o sistema ProAccess de acessibilidade nos cinemas.


A empresa americana é considerada a maior defensora da indústria de cinema, televisão e streaming do mundo.


A Motion convidou dezenas de pessoas com deficiência visual e auditiva para uma sessão especial onde será exibido o filme “Top Gun: Maverick“. Cerca de 50 estudantes de escolas públicas do Distrito Federal estarão presentes. Cada um deles irá receber um dispositivo ProAccess para acompanhar a sessão.


O ProAccess é uma solução com tecnologia 100% brasileira, capaz de sincronizar os filmes exibidos nos cinemas com os principais recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva. Com ProAccess, recursos como Libras, legendas descritivas e audiodescrição podem ser utilizados simultaneamente durante as sessões.


A Amostra de tecnologia Brasileira de Acessibilidade no Cinema acontece em Brasília enquanto autoridades políticas discutem sobre a questão da acessibilidade no audiovisual. A partir do dia 1º de janeiro de 2023, começa a valer a Lei 13.146/2015 do Estatuto da Pessoa com Deficiência que exige que todos os exibidores de filmes do país estejam com suas salas adaptadas com sistemas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva.





O prazo original para cumprimento desses requisitos era janeiro de 2020, mas vem sendo prorrogado desde o início a pandemia de covid-19. Essa obrigatoriedade consta na Lei 13.146/2015 do Estatuto da Pessoa com Deficiência.


A Instrução Normativa nº 128 foi expedida em setembro de 2016 pela Ancine (Agência Nacional de Cinema), instituindo a obrigatoriedade dos recursos de acessibilidade (LIBRAS, Audiodescrição e Legenda Descritiva) nos segmentos de distribuição e exibição cinematográfica para espectadores com deficiência visual e auditiva.


Com a normativa, o Brasil se tornará o primeiro país no cenário mundial a oferecer todos os recursos de acessibilidade e tecnologia assistiva ao público com deficiência em todos os cinemas.

26 visualizações0 comentário