top of page
  • Marketing Riole

Anitta Pede Legendas em Inglês para Filmes Brasileiros, Despertando Discussões sobre Inclusão

Atualizado: 13 de dez. de 2023


O Dia do Cinema Brasileiro trouxe à tona uma importante discussão, iniciada por Anitta, sobre a acessibilidade dos filmes brasileiros para o público internacional. A cantora expressou sua dificuldade em encontrar produções nacionais legendadas em inglês, gerando um debate que vai além das fronteiras do entretenimento.

Cena do filme 'Cidade de Deus', onde o personagem Zé Pequena faz sinal de positivo com o dedo, enquanto embaixo, a legenda diz "O gerente é o braço direito do patrão".

Anitta, conhecida internacionalmente por suas músicas, aproveitou a celebração do Dia do Cinema Brasileiro para fazer um apelo sincero. Em suas redes sociais, a cantora pediu que plataformas de streaming disponibilizem filmes brasileiros com legendas em inglês, destacando a importância de compartilhar a cultura e o humor brasileiro com seus amigos estrangeiros.

Gente, eu queria pedir encarecidamente que alguma plataforma disponibilize nossos filmes com legendas em inglês para fora do Brasil. Poxa, eu tento mostrar um pouco da cultura e do humor nos filmes brasileiros pros meus amigos estrangeiros e quase nunca consigo."

Escreveu ela numa publicação da página Mídia Ninja que celebrava o Dia do Cinema Brasileiro.


"Até agora, só consegui mostrar ‘Cidade de Deus’ e os stand-up do Whindersson. Tentei ‘Carandiru’, não achei. Tentei ‘Central do Brasil’, nada. As séries também, ‘Justiça’… Dercy Gonçalves, Hebe Camargo… Nada com legendas em inglês. O filme do palhaço Bozo, os do Paulo Gustavo. Nossa, tanto filme bom do Brasil e nunca consigo achar com legendas em inglês pra mostrar pros estrangeiros como o nosso cinema é mara. Tinha que ter.

A Dificuldade de Anitta e a Realidade da Acessibilidade

Anitta Pede Legendas em Inglês para Filmes Brasileiros, Despertando Discussões sobre Inclusão

Anitta revelou suas tentativas frustradas ao buscar filmes como "Carandiru" e "Central do Brasil" legendados em inglês. Suas palavras ressoaram não apenas entre seus fãs, mas também entre a comunidade surda, que destacou a falta de acessibilidade no audiovisual brasileiro para o público nacional.


A Comunidade Surda Responde: 'Acesso Negado Dentro de Casa'

Após o pedido de Anitta, a comunidade surda levantou uma questão crucial: a falta de acessibilidade para os brasileiros surdos dentro do próprio país. Especialistas em Libras e membros da comunidade surda destacaram a necessidade premente de priorizar a acessibilidade para mais de 10 milhões de surdos no Brasil.


O pedido de Anitta não apenas revelou as barreiras enfrentadas na disseminação da cultura brasileira globalmente, mas também desencadeou uma reflexão sobre a falta de acessibilidade para a comunidade surda no Brasil. É hora de encarar o desafio da acessibilidade no cinema nacional e garantir que todos tenham a oportunidade de apreciar as riquezas da cultura brasileira, independentemente de fronteiras ou limitações sensoriais.


Esta luta já é antiga

Rony Carvalheiro, professor, tradutor e intérprete de Libras da Escola de Libras Verbo em Movimento, destaca que a demanda por legendas em inglês, levantada por Anitta, remete a uma luta antiga enfrentada pela comunidade surda. Esta batalha, também liderada por tradutores e intérpretes de Libras, é marcada por uma campanha intitulada "Legenda pra quem não ouve mas se emociona".


Para Rony, a questão vai além de interesses comerciais. Ele ressalta que a campanha em prol de legendas para surdos representa um processo de inclusão social real.

Estamos falando de brasileiros que não têm acesso à cultura, à informação. Claro que é importante pensar na legenda para promover nosso cinema no cenário internacional. Mas, também é urgente entender que temos aqui, dentro do nosso país, milhões de pessoas que não têm acesso ao cinema nacional, por exemplo.

Comenta o professor, para o portal Mídia Ninja.


Legenda pra quem não ouve mas se emociona

A campanha "Legenda para quem não ouve mas se emociona" surge como uma resposta necessária à falta de acessibilidade para pessoas surdas ao consumir conteúdos audiovisuais nacionais. O desafio enfrentado pela comunidade surda é agravado pelo fato de a Libras ser sua língua materna, tornando a falta de legendas um obstáculo significativo na compreensão de filmes brasileiros e cartoons.


De acordo com dados do Censo 2010, mais de 10 milhões de pessoas no Brasil são surdas, sendo que 80% desse público não é alfabetizado em português e utiliza a Libras como principal meio de comunicação. No entanto, a questão vai além dos números e evidencia a falta de compreensão das demandas de acessibilidade para as pessoas surdas, bem como a ausência de consciência sobre o direito ao lazer para todos.

A gente precisa pensar, na verdade, em como é a vida desse sujeito surdo na questão da adaptação, para que ele tenha liberdade. Precisa ter empatia, se colocar no lugar do surdo. Ver desde quando ele é criança, seu crescimento, a questão da acessibilidade, para ele não ter que ficar dependendo de outras pessoas. É ser independente e ter liberdade para escolher o que é melhor. Isso que é confortável.

complementa o professor de Libras Carlos Alexandre Silvestri, que também é surdo.


A falta de acessibilidade não apenas limita a experiência de entretenimento, mas também impacta a independência e a liberdade de escolha das pessoas surdas.



Banner Comercial ProAccess

A Riole é uma indústria especializada em produtos e sistemas de áudio e vídeo que oferece soluções exclusivas de comunicação para o setor industrial, gerenciamento de plenários legislativos, tribunais e conselhos, equipamentos de tradução simultânea para eventos multilíngues, além de acessibilidade para salas de cinema.


Tem como principal compromisso a inovação e o desenvolvimento de soluções feitas para melhorar a vida das pessoas e a sociedade como um todo. Com sede em Colombo, região metropolitana de Curitiba - PR, a Riole é referência internacional há mais de 40 anos em soluções inteligentes.


Quer saber mais detalhes do ProAccess? Clique no banner acima e fale com nossos especialistas.

18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page