top of page
  • Rodrigo Pinheiro

Cine Passeio realiza sessão especial de entrega do Sistema ProAccess em Curitiba

Atualizado: 19 de out. de 2022


#PraGeral na imagem temos uma sala de cinema com aproximadamente 30 pessoas utilizando equipamentos de acessibilidade para cinema. Displays de libras e fones de ouvido. No telão, uma cena do filme "Ingresso para o Paraíso" onde o ator George Cloney está em frente a porta de um quarto de hotel. Ele está conversando com a atriz Kaitlyn Dever que interpreta sua filha no longa.

Nesta terça-feira, 11 de outubro, as salas do Cine Passeio, da Prefeitura de Curitiba,

receberam das mãos do prefeito Rafael Greca, os equipamentos ProAccess de acessibilidade

para pessoas com deficiência visual e auditiva.


A sessão aconteceu às 11h30 e contou com a participação de convidados da Assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência da prefeitura. Cerca de 50 pessoas com deficiência visual e auditiva estiveram presentes para avaliar o novo sistema oferecido pelo cinema, além do staff do Cine Passeio, imprensa e equipe da prefeitura.


As salas adaptadas com a tecnologia de acessibilidade foram a Luz e a Ritz. A partir de agora os PCDs poderão assistir aos filmes em qualquer sessão, no mesmo local e espaço comum a todos os espectadores.


“Esse é um exemplo de ação cultural verdadeiramente inclusiva, inovadora, que mostra que ser uma cidade inteligente é também se preocupar com a promoção da cidadania e da igualdade”, destaca o prefeito Rafael Greca.


A primeira exibição inclusiva, onde foi inaugurada as salas com acessibilidade, teve o filme “Ingresso para o Paraíso”, uma comédia romântica estrelada por Julia Roberts e George Clooney, em cartaz nas principais salas de cinema do país.


"A experiência foi muito boa! A fala estava muito clara, a qualidade do áudio também é muito boa. A pessoa que fez o áudio descrição foi conciso e objetivo, muito enfático. Deu pra entender tudo" destaca Roberto Leite advogado, que também é cego.



#PraGeralVer na imagem temos o espectador Roberto Leite logo após receber os equipamentos de acessibilidade e se acomodar na poltrona. Ele está sentado, tem os cabelos grisalhos, está usando um suéter azul claro, calça jeans e tênis. Além de estar acompanhado de seu cão guia, um cocker marrom.


O acesso ao equipamento ProAccess é individual e deve ser solicitado pelo espectador no momento da compra do ingresso na bilheteria do cinema.


O público com deficiência visual recebeu um fone de ouvido e um aparelho para regular o volume. O equipamento narrou as falas, expressões e os cenários do filme em tempo real.


"Eu ri muito! Gostei do Filme, foi muito engraçado. É bem importante porque facilita a acessibilidade e comunicação. Muitas vezes as legendas são complexas, e é possível entender através da interpretação em língua de sinais, fica mais viável", disse a pesquisadora Noemi Gonçalves da Silva, que tem deficiência auditiva.


Os espectadores com deficiência auditiva receberam uma pequena tela de screen que foi acoplada na poltrona. No visor, uma intérprete narrou o filme em libras. O equipamento possui baixa luminosidade para não atrapalhar os outros espectadores.


"O bom do equipamento é que ele não interrompe, ele conjuga muito bem o filme com as explicações que ele dá", revela o aposentado Cayo Martim que é cego, sobre o áudio-descrição do ProAccess.


Acessibilidade total


Com a aquisição do ProAccess, o Cine Passeio se antecipa à exigência da Ancine – Agência Nacional do Cinema, prevista na Instrução Normativa nº 125, que estabelece o prazo até 2 de janeiro de 2023 para que os cinemas de todo o Brasil implante recursos de acessibilidade para deficientes visuais e auditivos.


O Cine Passeio atende outras normas de acessibilidade, é equipado com elevadores, rampas, banheiros adaptados e espaço para cadeirantes, além dos últimos recursos adquiridos para as as salas Luz e Ritz.





Tecnologia paranaense


"O ProAccess, foi desenvolvido pela Riole, empresa que nasceu em Curitiba, mas que há cinco anos se instalou em uma sede maior em Colombo, onde desenvolve soluções inteligentes para áudio e vídeo.


O ProAccess se diferencia dos demais aparelhos por utilizar sinal infravermelho, instalado nas salas, dispensando qualquer tipo de conexão e, portanto, mais seguro contra pirataria. Daí a preferência das grandes produtoras e distribuidoras pelo equipamento.


Os conteúdos em libras, áudio-descrição, áudio-assistência e legendas descritivas são extraídos diretamente do DCP (formato de exibição cinematográfica digital)".

37 visualizações0 comentário
bottom of page